• Fogtec Ambiental

Economia circular e seus impactos na Gestão de Resíduos.

As atuais tendências de aumento populacional, crescimento da procura e consequente pressão nos recursos naturais têm pressionado as sociedades atuais a avançarem para um paradigma de produção mais sustentável, uma economia mais "verde" que assegure o desenvolvimento econômico, a melhoria das condições de vida e de emprego, bem como a regeneração do "capital natural" em sinergia com a preservação dos recursos naturais.


Frente aos impactos ambientais gerados pela ação humana na natureza, tendo como resultado o esgotamento dos recursos naturais, é urgente que pensemos um outro paradigma para a economia. Ao invés de uma economia linear, a economia circular, um conceito estratégico que assenta na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Além do mais, materializa-se na minimização da extração de recursos, maximização da reutilização, aumento da eficiência e desenvolvimento de novos modelos de negócios.


Existem alguns fatores que influem para essa mudança de paradigma:

  • A fiscalização está cada mais rígida e eficiente, logo as empresas se atentam mais na prevenção de práticas desperdiçadoras. Além disso, alguns governos ofertam incentivos fiscais para as instituições que seguem ações sustentáveis, uma via de mão dupla.

  • O consumidor também está mudando seus hábitos, buscam informações sobre a origem dos produtos e diretrizes da empresa. A sociedade está mais consciente. Grandes corporações já estão imersas nas práticas sustentáveis da economia circular, empresas reconhecidas mundialmente que adotaram ferramentas e métodos visando um futuro próspero para as próximas gerações.

A economia de gastos das empresas é também outro ponto relevante na adoção do conceito de economia circular. Com a reutilização dos produtos, deixa-se de gastar com a aquisição de novos materiais para a produção, além de ganhos que a organização pode obter a partir da venda dos materiais que não são utilizados pela organização, mas talvez possam ser aproveitados por outras empresas.


Há também a valorização da marca perante a sociedade e o mercado, tendo em vista que é muito bem quistas empresas sustentáveis e ecologicamente corretas. Muitas marcas atualmente agregam o conceito de empresa limpa a sua identidade como é o caso da Natura, Mundo Verde, entre outras que somam esse valor como parte do marketing do empreendimento.


Esse novo paradigma também é alcançado pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, a qual preconiza a instituição de um sistema de logística reversa, instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.


Que cada vez mais empresas geradoras de resíduos possam adequar seus processos produtivos à lógica da economia circular e inserir em seus planos de gerenciamento de resíduos ações que envolvam redução, reutilização, recuperação, reciclagem de materiais e energia e a destinação ambientalmente adequada de resíduos. Isso contribui para a estruturação de um sistema de logística reversa e com a o aprofundamento de uma economia circular.


Gostou do assunto de hoje? Compartilhe sua opinião conosco.


Fontes:

https://eco.nomia.pt/pt/economia-circular/estrategias

https://meuresiduo.com/geral/economia-circular-e-o-impacto-no-mercado-de-gestao-de-residuos/

https://www.vgresiduos.com.br/blog/o-que-e-a-economia-circular-e-como-esse-conceito-pode-beneficiar-minha-empresa/

VEJA O MAPA

ENDEREÇO

R. Manoel Freire Corrêa, 584 - Santa Barbara, Cariacica - ES, 29145-210

CONTATO

Atendimento ao cliente : (27) 3344-5344

E-mail: contato@fogtecambiental.com.br
Whatsapp: (27) 99781-3851

Copyright © 2020 FogTec Ambiental Todos os direitos reservados.